a

Lorem ipsn gravida nibh vel velit auctor aliquet. Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auci elit consequat ipsutis sem nibh id elit dolor sit amet.

CICLO NOVA GERAÇÃO DE REALIZADORAS BRASILEIRAS

UMA ESTREIA TODAS AS SEMANAS!

Este ciclo será precedido da estreia, no dia 1 de Outubro, de MÃE, SÓ HÁ UMA de Anna Muylaert, que vai funcionar
como uma espécie de tutora desta geração.
01 DE OUTUBRO (JÁ EM EXIBIÇÃO!)
MÃE, SÓ HÁ UMA, de Anna Muylaert
[Brasil / 2016 / 82 min]
A vida do jovem Pierre fica virada de pernas para o ar quando, na sequência de uma denúncia, é obrigado a fazer um teste de ADN. O resultado revela que a sua mãe não é sua mãe biológica e as circunstâncias obrigam-no a mudar de família, de nome, de casa, de escola… e de género?
★ Selecção Oficial (Panorama) + Teddy Award (Melhor Filme LGBT) – Festival de Berlim (2016)

08 DE OUTUBRO
MATE-ME POR FAVOR, de Anita Rocha da Silveira
[Brasil / 2005 / 105 min]
A Barra da Tijuca é palco de uma onda de misteriosos assassinatos de mulheres. Após uma curiosidade mórbida inicial, as vidas dos jovens locais começam a sofrer alterações profundas. Entre eles está Bia que, após um encontro com a morte, fará de tudo para sobreviver à medida que o real e o surreal se vão dissolvendo em seu redor.
★ Selecção Oficial (Horizontes) – Festival de Veneza (2015)

15 DE OUTUBRO
AMOR, PLÁSTICO E BARULHO, de Renata Pinheiro
[Brasil / 2013 / 90 min]
Filmado no Recife, este filme leva-nos para o mundo da música brega, onde tudo é descartável: o amor, a música, o sucesso. Jaqueline é vocalista da banda Amor com Veneno, onde actuam outros quatro bailarinos. Shelly é a nova bailarina da banda e sonha tornar-se uma cantora famosa e tomar o lugar da líder da banda. A decadência e o alcoolismo de Jaqueline oferecem a Shelly uma oportunidade de cumprir o seu sonho.
★ Selecção Oficial – Indielisboa (2014)

22 DE OUTUBRO
PENDULAR, de Julia Murat
[Brasil / 2017 / 90 min]
Um jovem casal instala-se num grande pavilhão industrial abandonado. Uma fita laranja colada ao chão separa o espaço em duas partes iguais: à direita um atelier de escultura; à esquerda um espaço de ensaio de dança. Pendular acontece neste ambiente, onde arte, performance e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem aos poucos a capacidade de distinguir entre os seus projetos artísticos, o passado de cada um e a sua relação amorosa.
★ Prémio da Crítica (Panorama) – Festival de Berlim (2017)

29 DE OUTUBRO
A CIDADE ONDE ENVELHEÇO, de Marília Rocha
[Brasil, Portugal / 2016 / 98 min]
Francisca é uma jovem portuguesa que mora há um ano no Brasil. Ela recebe Teresa, uma antiga conhecida com quem já tinha perdido o contato. EnquantoTeresa vive momentos de descoberta e encantamento com o novo país onde deseja instalar-se, Francisca deseja voltar a Lisboa. O filme acompanha as aventuras de cada uma pela cidade e a profunda amizade que nasce entre ambas, obrigando-as a lidar com desejos simultâneos e opostos.
★ Selecção Oficial (Hivos Tiger Award Competition) – Festival de Roterdão (2017)